União das Associações de ELA da América Latina já conta com representantes da Argentina, Colômbia, Equador, Chile, Peru e México

*Texto de Anne Caroline Bomfim

O Instituto Dr. Hemerson Casado é o mais novo membro da UNELA – União das Associações de ELA da América Latina. A ONG formalizou a parceria durante o III Congresso Iberoamericano de Doenças Raras, que aconteceu em outubro de 2019, no Hotel San Marco, em Brasília.

De acordo com a Dra. Alessandra Corrales, fisioterapeuta neurológica e diretora científica do instituto, esse é uma conquista importante que vai fortalecer ainda mais o trabalho das organizações que lutam em prol das pessoas com doenças raras.

“Acreditamos que essa união se faz necessária e só fortalece o nosso trabalho. A UNELA apresentou propostas extremamente interessantes e agora fazemos parte desse grupo em busca dos mesmos ideais para unir forças. Será um prazer trocar saberes entre os países da América Latina”, destacou.

A UNELA nasceu para fortalecer as entidades voltadas ao combate das doenças raras, em especial a Esclerose Lateral Amiotrófica, apoiando, fortalecendo e potencializando ações em cada país membro.

Além do Instituto Dr. Hemerson Casado, o Brasil também está representado pela Associação Pró-Cura da ELA. Fundada em 2013 tem como missão promover assistência social, por meio do auxílio aos pacientes e familiares de ELA.

A União das Associações de ELA da América Latina também conta com representantes de outros países como Argentina, Equador, Colômbia, Chile, Peru e México.

REUNIÃO ANUAL EM LIMA

Com a formalização da parceria, a expectativa é que o Instituto Dr. Hemerson Casado marque presença na reunião anual da UNELA, a ser realizada nos dias 18 e 19 de abril de 2020, em Lima, Peru.