O QUE QUEREMOS

O Instituto Hemerson Casado visa construir uma sociedade mais inclusiva, onde o poder público se reconheça como agente de transformação e os portadores com doenças raras tenham os seus direitos respeitados. Após estudar as principais necessidades dos pacientes e estabelecer prioridades e diretrizes para o bem comum, idealizamos um projeto ainda inédito na América Latina: a construção do Polo de Biotecnologia e Saúde – empreendimento que será capaz de reunir o Hospital de Doenças Raras, Centro de Reabilitação, Instituto Brasileira de Doenças Raras, Polo de Pesquisa e Condomínio Industrial para Fármacos. O projeto será classificado de acordo com três focos principais:

Pesquisa

(Biomedicina, Bioengenharia, Bioarquitetura)

Produção

(Medicamentos, Equipamentos, Mobiliário Ergonômico)

Aplicação

(Produtos Farmacêuticos, Clínica Reabilitadora, Acessórios de Mobilidade)

O empreendimento será localizado próximo a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), próximo ao Aeroporto Internacional Zumbi dos Palmares, e deve contemplar unidades de pesquisa e produção, e uma unidade gerenciadora. O Polo de Biotecnologia e Saúde representará diversos impactos positivos para a população, como geração de emprego, formação e qualificação de profissionais, atendimento humanizado, desenvolvimento da rede hoteleira, alimentícia e de transporte; modernização de escolas de ensino médio com a construção de laboratórios de pesquisa e tecnologia.

Além disso, vai estimular a atração e o desenvolvimento de eventos científicos nacionais e internacionais, formação de graduação e método de educação à distância; fomento a formação de mestres, doutores e pós-doutores; estímulo a convênios com universidades nacionais e internacionais, e a criação de patentes e novas tecnologias.

Projeto do Polo de Biotecnologia e Saúde idealizado pelo arquiteto Pedro Cabral
Projeto do Polo de Biotecnologia e Saúde idealizado pelo arquiteto Pedro Cabral